terça-feira, maio 22, 2007

Post de Amor

É costume dizer-se: "Todas as cartas de amor são ridículas". Será que os posts também o são? Quero então ser ridícula. Não me importa.
Porque os dias são passados a correr, quase sem tempo para nós, porque hoje ainda não te disse, porque o podia fazer mais logo, em casa, apenas os dois.
Não.
Hoje falo ao mundo. Quero dar a notícia do meu amor. É complicado falar amor, do amor que é o nosso, mas vou ser capaz.
Hoje amo-o ainda mais que ontem.
Com todas as suas fraquezas e defeitos, amo-o.
Amo-o assiiiiim... muuuuito (imaginando que estou de braços abertos, dedos esticados, como se conseguisse chegar daqui até ao céu.
Agora para ti: AMO-TE. SAUDADES. BEIJO.

2 comentários:

Grilinha disse...

Adoro-te assim tão "ridiculamente" querida...somos as duas maravilhosasmente ridiculas, caretas...lamechas e oxalá os nossos filhotes e maridões também o sejam sempre !!! Beijinhos

Mamã P. disse...

Nunca é vergonhoso nem ridiculo expressarmos o nosso amor! Fizeste muito bem!