quinta-feira, março 19, 2009

A minha filha é uma azarenta, coitada.

Temos aproveitado estes finais de tarde para brincar um bocadinho no jardim.
O puto gosta é de bolas. Sento-o na relva com umas bolitas e ele lá fica contente da vida. Ela anda por ali a correr e a brincar enquanto eu apanho ou estendo roupa.
Na terça-feira pediu-me para andar no baloiço. O nosso baloiço é daqueles de pano que trouxemos da nossa lua-de-mel.
Sentei-a e dei-lhe um empurrão. Estava toda divertida quando dá um grito e me diz que se tinha magoado.
Começou a chorar a dizer que lhe doía muito. Tirei-a e reparei num bicho que vinha no joelho dela. Pareceu-me uma aranha mas ao pousá-la no chão o dito bicho desapareceu.
Ela continuava a chorar muito e dizia que tinha sido no rabo.
Tirei-lhe a roupa e estava lá uma picada. O dito bicho tinha vindo para as minhas calças e aí pude ver que tinha sido uma abelha.
A minha relação com estes bichos é péssima. Sou uma vítima de picadas de abelha.
Gelo, alcool, pomada.
Agora diz que quando a abelha viu aquele rabinho tão giro decidiu dar-lhe um beijinho.
Pena é estes beijinhos serem tão dolorosos.

5 comentários:

flores disse...

Ri-me, mas tive mta peninha dela q picada de abelha é HORRÍVEL!

Tita disse...

Tadinha!!!
Não é pêra doce não!
beijinhos

Cristina disse...

Coitadinha!!! Deve ter doido!

Cristina

Luz de Estrelas disse...

Detestável. Tenho um medo horrível das reacções. Pobre menina.

Loira disse...

Ai... estou arrepiada. tenho fobia de abelhas...