quarta-feira, dezembro 19, 2007

Ontem

foi o jantar de Natal do Jorge. Eu aceitei o convite da minha mãe e fiquei por lá a jantar.
Por volta das 21H saímos, parei para meter gasolina, mais à frente para levantar dinheiro e seguimos para casa.
Chegamos eram 21h20 mais coisa menos coisa.
Arrumar a tralha, fechar os estores, ligar o aquecimento. Siga para a casa de banho. Fazer chichi, lavar o rabito e toca a vestir o pijama. Ela e eu.
Estava eu a tratar de mim, ela sentada no bidé a brincar e falha a luz. Uau!
Tinha deixado o telemóvel no quarto que seria a minha única fonte de luz. Com ela atrelada na minha cintura, a nossa "lanterna" à frente e toca a descer à garagem para ver o quadro. Botões todos em cima, tudo operacional. Complicou.
Toca a subir novamente. Acesas uma velas em vários locais, tento ligar ao marido. Pois... chamar até chamava, o pior foi alguém atender. Umas pragas rogadas e toca a descer novamente, agora com velas, não fosse ter escapado algum botão. Nada. Tudo em cima.
A catraia estava feliz da vida. Valeu-me ter dado um episódio no Sábado em que também tinha falhado a luz na casa do Ruca. Não quis o leitinho (e ainda bem porque ia ter que inventar uma forma de o aquecer) e pediu para irmos para a cama. Gostou de ver os efeitos da vela no quarto e adormeceu.
Acordei com ele a chamar-me. Pouco tempo depois a luz voltou.
Era ele que faltava ali...

1 comentário:

Monica disse...

Giro giro é o facto de por aqui (em Odivelas) ter falhado a luz também por pouco tempo por volta dessa hora!
Beijocas