terça-feira, janeiro 15, 2008

Por cá

tudo bem.
Muito trabalho, pouco tempo.
Em breve terei uma companheira para me substituir. Aí poderei descansar, mais não seja acalmar. Penso ficar a trabalhar mais 1 mês e depois vir para casa.
Para o piolho embutido ainda não tenho nada. Realmente é verdade que uma 2ª. gravidez se leva mais na calma. Penso sempre que ainda falta muito.
Ele é um mexerico de primeira. A Inês também mexia bastante mas principalmente à noite, ao deitar. Este é de manhã. Começa quando ainda estou na cama, aumenta depois do pequeno almoço e vai dançando sempre. É bom senti-lo assim, vivaço, cheio de genica.
Já estou com gestos de grávida, a mãozinha lá vai pousando na barriga. É das sensações que mais gosto de sentir e que sei que vou ter saudades.
Com alguma mas pouca insitência, lá conseguimos convencer a piolha maior a adormecer com o pai. Já não refila, apenas me pede para a ir cobrir e dar-lhe um beijo. A história é escolhida por mim.
Não tem acordado durante a noite. Quando acontece já é quase dia, sai da cama e vem ter connosco ao quarto. Chega de mãos esticadas a apalpar terreno e diz-me que está escuro. Pego nela e deito-a ao meu lado. Momento bom do dia. Estar rodeada de braços, ser abraçada e abraçar os meus amores.
Ainda dormita um bom bocado enquanto eu trato das coisas.
Esta minha filha é um doce.
Adoro comer aquele pescocinho bom.

2 comentários:

sorrisos da minha alma disse...

Que bom que está tudo bem contigo, fico bem em saber.
Duda também começou agora a dormir sozinha :-) quase aos 7 anos estava mais que na hora.
Um beijo grande em vós

Grilinha disse...

Reconheço essa cena da caminha partilhada....

É uma delicia...

Momentos bones. Adorei a história do nome do piolhinho.

Beijos grandes