quinta-feira, janeiro 17, 2008

Contrariamente

ao que tem acontecido nos últimos dias em que é ela que vem para a minha cama e me acorda, hoje estava consolada a dormir.
Embrulhada nos lençóis, toda atravessada na cama, quentinha como um rojãozinho e soltando uns roncos valentes.
Tentei acordá-la com beijos mas o sono era mais forte. Abri a janela, deitei-me, mexi-lhe no cabelo. Nem abria os olhos. Peguei nela, sempre a dormitar encostada ao meu ombro e sentei-a na minha cama. Dei-lhe o leite que bebeu quase a dormir.
Enquanto me vestia, pousou o biberon e deitou-se.
Veio em pijama. Podia ser que voltasse a dormir na casa da avó.
Já no carro disse-me que tinha sono.
Respondi-lhe:
- Dormes na cama do "bu".
- Não quero. Posso dormir aqui?
- Aqui não porque já estamos a chegar. Depois dormes com ele.
- Pode ser...

2 comentários:

Grilinha disse...

Ternurinhas no meio dos lençois...adoro e não sou a única,...eles são pequeninos, mas sabem bem o que é mesmo bom...eheheh. Beijos para a espertalhona e para ti.

Monica disse...

:)