segunda-feira, março 12, 2007

Chupeta

Ontem à noite estávamos os 3 a brincar no sofá.
Ela ia atirando a chupeta ao pai, pegava novamante nela para a voltar a atirar.
O pai perguntou se era para deitar fora. Ela disse que sim. Ele fez de conta qua a deitou. Ela não ligou nenhuma. Eu guardei-a no meu bolso e sabia que ela ma ia pedir na hora de deitar.
Chegou a hora da caminha e fomos as 2. Quer dizer, as 2 e o "pretinho". Lá nos deitámos, uma mãozita em cima de mim e a outra a abraçar o boneco. Ali fiquei uns minutos e nada de chupeta. Nem sequer perguntou e adormeceu. Sem birras, sem choros, lentamente.
Durante a noite ouvi-a chamar por mim. Chamou apenas uma vez. Não costumo ir logo. Dou-lhe tempo. Não voltou a chamar.
Hoje de manhã fui ao quarto dela. Dormia profundamente. Na boquita um pendente azul, a maravilhosa chupeta que eu deixei em cima da cama e que ela pegou quando eu não apareci.
"A tropa manda desenrascar".

2 comentários:

Costinhas disse...

lol

Mas já são os primeiros passos para a despedida!

beijinhos

Monica disse...

Tadinha :)
Fofura!